Artigos

O Efeito Mozart

Não poderia deixar de citar o polêmico “Efeito Mozart”.

Você já ouviu que a música desse gênio poderia nos deixar mais inteligentes?
O ritmo “mozartiano”, segundo alguns pesquisadores, interfere positivamente na forma como os neurônios se comunicam. Vários experimentos tem sido feitos, até com ratos. E o fato é que se provou mais uma vez que sua música melhora, sim, o funcionamento cerebral – ratos colocados em um labirinto alcançaram a saída com mais facilidade quando foram expostos à música de Mozart. Outra experiência revelou que pessoas com mal de Alzheimer trabalham melhor ouvindo composições “mozartianas”. Até mesmo os ataques epiléticos ficam bastante reduzidos.  Para efeito de consistência científica, quase todas essas experiências foram feitas usando-se uma única peça musical de Mozart, a Sonata para dois pianos em ré maior (K 448).

 

Esse trabalho científico provou tambem que o ensino de música aumenta muito a capacidade mental das crianças. Se elas forem apresentadas a Mozart bem cedo, quando ainda estão desenvolvendo sua rede neural, o resultado positivo pode durar para toda a vida, alegam os especialistas.

 

Não posso afirmar se o tal Efeito Mozart realmente acontece, mas tenho certeza que o contato com a obra deste gênio só trará benefícios, mesmo que seja “só” para sua musicalidade.

CALENDÁRIO

dezembro 2018
S T Q Q S S D
« jun    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

ARTIGOS

@shergom      

NUVEM DE TAGS